Playstation 4: as características esperadas

    Compartilhe
    avatar
    Don.C
    Admin
    Admin

    Mensagens Mensagens : 154
    Agradecimentos Agradecimentos : 0
    Idade Idade : 24
    Localidade Localidade : Aveiro
    24022013

    Playstation 4: as características esperadas

    Mensagem por Don.C

    A lista das características esperadas para a próxima consola da Sony.




    Desde há muito que surgem rumores sobre as características da PS4. Alguns não passam de pura ficção, mas outros são bem fundamentados, sobretudo com o recurso a informações vinculadas por programadores que já estão a trabalhar em jogos para a próxima geração de consolas da Sony. Juntamos alguns dos rumores que nos parecem mais fiáveis.

    Processador AMD de oito núcleos

    Apesar da dificuldade de desenvolver jogos que tirem partido de vários núcleos de processamento, a PS4 deverá estar equipada com um processador central onde há uma maior aposta no paralelismo do que no desempenho “bruto”. É quase garantido que o chip vai utilizar a arquitetura Jaguar da AMD, uma solução otimizada para conseguir uma boa relação entre desempenho e consumo energético – vai ser utilizado em portáteis em tablets. Não vai ser, portanto, um processador tão poderoso quanto os atuais processadores AMD para PC das linhas FX ou mesmo A10. No entanto, é importante salientar que as consolas são máquinas dedicadas aos jogos, o que significa que têm uma arquitetura onde o desempenho “bruto” do processador centrar pode não ser muito importante. O processador central vai ser mais importante para executar tarefas “colaterais”, como aplicações multimédia, reconhecimento de gestos ou inteligência artificial. Funções onde o multiprocessamento é mais aproveitado.
    Espera-se uma frequência de funcionamento de 1,6 GHz
    .
    Gráficos Radeon

    Também o processamento gráfico deverá vir do mundo PC e da AMD. Espera-se um processador gráfico equipado com 18 unidades de processamento Radeon, apoiadas por 32 MB de memória dedicada. Parece ser um valor baixo, mas na arquitetura da PS4, esta memória funcionará mais como memória cache, já que a memória RAM de altíssimo desempenho (4 GB GDDR5) vai estar disponível para armazenar dados gráficos.
    Em termos de processamento puro, fontes bem colocadas apontam para uma performance próxima dos 50% de uma placa gráfica Radeon HD 7970 – um modelo de alto desempenho disponível para PC.

    Redes sociais

    Espera-se uma forte aposta da Sony na ligação entre os jogos e as redes sócias. Deverá ser possível partilhar rapidamente os feitos dos jogadores nas principais redes sociais e até partilhar gravações em vídeo dos jogos via YouTube.
    Aberta a outras plataformas
    A possibilidade de ligação a outros sistemas deverá ser significativamente aumentada. É provável que a PS4 permita aos utilizadores da consola competirem com jogadores que utilizam outras plataformas móveis. Mas deverá ser necessário recorrer a um serviço cloud, que exige uma conta na futura geração da PlayStation Network (PSN). Esta funcionalidade está diretamente relacionada com a tecnologia que explicamos a seguir.

    Jogos em stream

    De acordo com o Wall Street Journal, a PS4 vai permitir jogar em stream, ou seja, correr jogos que estão a ser processados em servidores remotos. Recorde-se que a Sony adquiriu tecnologia de jogos cloud com a compra da empresa Gaikai. O jornal refere a hipótese de o serviço de straming ser destinado apenas aos jogos PS3. Ou seja, o sistema cloud deverá ter sido a forma que a Sony encontrou para garantir a retrocompatibilidade com os jogos da PS3, já que a arquitetura de hardware das duas consolas é muito diferente. Não se sabe como a Sony vai cobrar por este serviço, mas é muito provável que os jogos em stream estejam diretamente associados à subscrição da PSN.

    Mais fácil de programar

    O abandono da tecnologia PowerPC/Cell e a adoção de uma arquitetura mais semelhante ao PC deverá facilitar o desenvolvimento de jogos para a nova consola. Aliás, espera-se que os processadores central e gráficos da futura Xbox sejam similares.

    Novos controlos

    Espera-se um novo comando DualSock que inclua um painel tátil ao estilo PS Vita. Fala-se também da hipótese de se incluir um ecrã LCD, mais pequeno do que o do da Wii U, e até de sensores biométricos. Uma coisa é quase certa: o novo comando deverá incluir sensores de movimento.
    Os rumores sobre um comando estilo Kinect têm também algum fundamento, mas não é de esperar que esta funcionalidade seja obrigatória para controlar os jogos. É mais provável que a Sony opte por uma nova geração da câmara EyeToy, já com funcionalidades de deteção 3D.

    Blu-ray resiste

    Diferentes fontes estão de acordo: a unidade ótica deverá manter-se. Isto significa que vai continuar a ser possível instalar jogos através de meio físico e reproduzir vídeo em Blu-ray. Até porque a produção destas unidades tornou-se muito económica.
    Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

    Nenhum comentário.


      Data/hora atual: Qua Jul 18, 2018 9:06 pm