Como era o Google Phone em 2006

    Compartilhe
    avatar
    Don.C
    Admin
    Admin

    Mensagens Mensagens : 154
    Agradecimentos Agradecimentos : 0
    Idade Idade : 24
    Localidade Localidade : Aveiro
    01052012

    Como era o Google Phone em 2006

    Mensagem por Don.C

    A disputa de patentes entre a Google e a Oracle acaba de revelar os rascunhos do primeiro Google Phone.


    Nos rascunhos de 2006, a Google dizia que queria criar um telemóvel com processador ARMv9 de pelo menos 200 MHz, e que pudesse conectar-se a redes 3G.



    Outros requisitos previstos para o Google Phone: 64 MB de RAM e ROM, miniSD, ecrã QVGA, USB e câmara de 2MP. Apesar de não ter ecrã tátil, previa-se que o Google Phone pudesse ter, a título opcional, Wi-Fi, Bluetooth 2.0, GPS e aceleração de processamento gráfico por hardware.



    Em 2010, é lançado o primeiro Google Phone, com a denominação de Nexus One. Funcionava com Android 2.1, processador 1 GHz, memória de 512 MB, ecrã AMOLED e câmara de 5 MP


    Em 2006, ainda não havia Google Phone – mas a gigante da Internet já tinha iniciado contactos com fabricantes e operadores de telecomunicações para lançar o primeiro telemóvel de marca própria, com sistema operativo Android.

    Seis anos passados, as imagens dos rascunhos com que a Google pretendia evangelizar potenciais parceiros para uma nova gama de produtos começaram a circular na Net – muito por força da troca de argumentos entre advogados da empresa que lidera as buscas na Web e da Oracle em torno de patentes relacionadas com o Java.

    Os rascunhos que pretendiam ilustrar o que poderia ser o primeiro Google Phone terão sido obtidos a partir de apresentações que a Google fez junto da operadora móvel T-Mobile.

    A Oracle usou essas apresentações para tentar provar que a Google sempre teve a intenção de usar tecnologias Java nos seus telemóveis. The acordo com o The Verge, nos slides que compunham a apresentação da Google, abundavam as referências às tecnologias Java. «Suporte para apps de J2ME em modo de compatibilidade», é uma das frases retiradas dessa apresentação que consta na acusação apresentada pela Oracle na justiça dos EUA.

    Nessas apresentações, a Google referia que não tinha interesse em dotar o futuro telemóvel de um ecrã tátil, preferindo equipar o dispositivo com um teclado QWERTY.

    Para angariar o apoio dos operadores, a Google apresentava dois argumentos: baixos custos relacionados com o hardware e comercialização de grandes pacotes de dados para os consumidores.

    Em 2008, a Google estreou o sistema operativo Android e começou apresentar publicamente alguns protótipos de Google Phone. Em 2010, o Nexus One, fabricado em parceria com a HTC, tornou-se o primeiro Google Phone da história a entrar em comercialização. E as características técnicas da nova máquina logo confirmaram a passagem do tempo pelas tecnologias.

    exameinformatica


    ===========================.::[JaBateste]::.===========================

    Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

    Nenhum comentário.


      Data/hora atual: Sex Jun 22, 2018 8:14 am